Home » A cidade » História

História

Da Capitania Geral de São Pedro e Província de São Pedro do Rio Grande do Sul ao município de Salto do Jacuí.
SALTO A
Em 27 de abril de 1809, o território rio-grandense ficou dividido em quatro vilas (equivalentes, hoje, a municípios): Porto Alegre, Rio Grande, Rio Pardo e Santo Antônio da Patrulha. Dessa divisão inicial surgiram os demais municípios do Rio Grande do Sul com o decorrer do tempo. O município de Rio Pardo era o maior de todos, pois englobava todo o interior do Rio Grande do Sul, com regiões ainda inexploradas. Em 1817, surgia o quinto município do Rio Grande do Sul: Cachoeira. Em 1822, mais dois: Caçapava e Alegrete. Em 1833, também desmembrado de Rio Pardo, é criado o município de Cruz Alta. Este ficou dividido em seis distritos: o primeiro, Cruz Alta (sede e arredores); o segundo, São Martinho; o terceiro, Botucaraí; o quarto, Passo Fundo; o quinto, Palmeira; e o sexto, São Miguel das Missões. Nessa divisão, as terras que hoje pertencem ao município de Salto do Jacuí ficavam em dois distritos: uma parte no primeiro (Cruz Alta), e outra no terceiro (Botucaraí). O município de Passo Fundo, criado em 1857, anexou o terceiro distrito de Cruz Alta, com exceção de uma parte ao sul do mesmo. A parte que pertencia ao primeiro distrito, ou seja, na margem direita do rio Jacuí, ficou com Cruz Alta. Continuará assim com a sucessiva criação de Soledade e Espumoso. Criado em 1875, o município de Soledade conservou as mesmas divisas que possuía como distrito de Botucaraí. Enquanto esteve sob a jurisdição de Soledade, a região de Salto do Jacuí, na margem esquerda do rio, pertencia ao seu quinto distrito, que englobava também os atuais municípios vizinhos de Jacuizinho e Estrela Velha. Inicialmente, este distrito tinha apenas o nome de Jacuizinho, porém, mais tarde, em 1891, recebeu o nome de Jacuizinho e Rincão da Estrela. Salto do Jacuí fazia parte de Jacuizinho.
Em 1954, é a vez de Espumoso se emancipar. Durante esta administração, a região de Salto do Jacuí continuou fazendo parte do distrito de Jacuizinho, mas através da Lei 151/61, foi criado o Distrito de Salto Grande, com sede na vila do mesmo nome. Assim, Salto Grande passou a ser o sexto distrito de Espumoso a partir de 20 de abril de 1961. O projeto para a criação do distrito de Salto Grande foi do vereador Vergílio Reinaldo Nazareth Fredi, encaminhado dia 24 de novembro de 1960. Vergílio foi eleito vereador em 1959, com 215 votos, pelo antigo Partido Libertador.
Foram subprefeitos do distrito de Salto Grande: Rodolfo Becker, Vergílio Fredi, José Napoleão Pereira e Augusto Tramontini Primo.
Até chegar ao nome definitivo de Salto do Jacuí, a localidade passou por denominações diferentes. Nos primeiros documentos encontrados, datados de 1856, o local era chamado de Rincão do Jacuí, ou simplesmente Jacuí; em 1886, Rincão do Jacuí Grande. Jacuí e Jacuí Grande parecem ter ficado mais restritos à região do Passo Real e arredores. Em 1892, já aparece a denominação Pontão do Potreirinho, que passará a ser simplesmente Potreirinho para designar a parte que é hoje a sede do município. Continuou assim por uns 50 anos. A partir da década de 50, em referência a uma queda d’água do rio Jacuí, próxima ao local, passou a ser chamada de Salto Grande, como era o nome do sexto distrito de Espumoso, criado em 1961. No entanto, em documentos de 1952, já existia a denominação Salto Grande do Jacuí. Quando o município foi criado, passou a ter a denominação atual, que já era usada antes de 1982, como em atas de 1972 do Centro Comunitário. Na verdade, existiram, ao mesmo tempo, os três nomes: Salto Grande – Salto Grande do Jacuí – Salto do Jacuí, por um bom tempo.
Há os que dizem que o lugar chamado de Potreirinho era também chamado vulgarmente de Saco da Raposa. Talvez seja apenas isso, vulgarmente, pois nenhum documento traz registrada esta denominação.
Salto do Jacuí é um município privilegiado. Banhado pelo rio Jacuí, deve a ele seu nome e dele vem sua maior riqueza, as usinas hidrelétricas. Por causa da construção dessas usinas é que o lugar deixou de ser habitado por esparsos moradores para se tornar uma cidade com potencial turístico. Além disso, seu solo é rico em pedras ágatas, outro potencial, tanto turístico quanto econômico.

BUSCA RÁPIDA

LINKS ÚTEIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE SALTO DO JACUÍ
Av. Hermogêno C. Santos, 342, Centro, Salto do Jacuí - RS, 99440-000
(55) 3327-1400/1448/1155 - Fax: (55) 3327-1085

REDES SOCIAIS

Flickr Facebook Twitter Youtube
Prefeitura Municipal de Salto do Jacuí – RS